10 Questões essenciais sobre o mercado livre de energia

O Mercado Livre de Energia no Brasil apresenta-se como um ambiente competitivo de negociação de energia, onde os consumidores têm a liberdade de adquirir de fontes alternativas, garantindo economias significativas. Com a possibilidade de escolha do melhor contrato, baseando-se nas expectativas de custo e benefício, este mercado destaca-se pela liberdade conferida aos consumidores na negociação de preços, quantidades, prazos e fornecedores de acordo com suas necessidades específicas[1].

 

 

Além da isenção das Bandeiras Tarifárias, aderir ao mercado livre pode resultar em uma economia de até 30% nas contas de eletricidade. Atualmente, o Mercado Livre de Energia representa cerca de 30% da carga total no SIN – Sistema Interligado Nacional, evidenciando sua importância e crescimento dentro do cenário energético nacional1. Este mercado, portanto, surge como uma opção inovadora e econômica, promovendo não apenas economia, mas também sustentabilidade e eficiência energética.

O que é o Mercado Livre de Energia?

O Mercado Livre de Energia é um ambiente inovador onde os consumidores têm a liberdade de negociar diretamente com geradores ou comercializadores de energia, escolhendo os melhores termos para suas necessidades. Este mercado é caracterizado por permitir:

Dividido em duas categorias principais, o Mercado Cativo (Regulado) e o Mercado Livre (Não Regulado), o sistema oferece diferentes formas de aquisição de energia:

  1. Mercado Cativo: Os consumidores compram energia de distribuidoras a preços regulados pelo governo 2.
  2. Mercado Livre: Os consumidores negociam seus próprios termos com geradores ou comercializadores, recebendo duas contas separadas para custos de energia e distribuição 2.

Além disso, no Mercado Livre de Energia, é possível contratar uma Gestora, uma empresa especializada em negociar e assegurar as melhores ofertas de energia para o consumidor, simplificando o processo de aquisição de energia e maximizando as economias 2.

Quem pode participar do Mercado Livre de Energia?

Para participar do Mercado Livre de Energia, os consumidores precisam atender a certos critérios, que variam de acordo com a categoria na qual se enquadram:

A legislação brasileira estabelece que, até janeiro de 2028, o mercado será aberto para todos os consumidores em média e alta tensão, permitindo a escolha de fornecedores de energia elétrica 19. Esta abertura beneficiará especialmente os consumidores de alta tensão com demanda inferior a 500 kW, que anteriormente não podiam migrar para o mercado livre de energia 9. A partir de 2024, todas as empresas de média e alta voltagem (Grupo A) terão acesso ao Mercado Livre de Energia 10. Para migrar, é necessário atender a requisitos como demanda mínima de 500 kW, estar conectado à rede de média ou alta voltagem e despesas mensais aproximadas de R$ 40,000. Uma análise de viabilidade gratuita pode ser realizada para entender os benefícios e descontos 11.

Quais são as principais vantagens?

As vantagens do Mercado Livre de Energia são diversas e significativas, refletindo diretamente na economia e na gestão energética das empresas e consumidores:

Como ocorre o processo de migração?

O processo de migração para o mercado livre de energia envolve várias etapas cruciais que garantem uma transição suave e eficaz para os consumidores que atendem aos requisitos necessários. Estas etapas podem ser resumidas da seguinte maneira:

  1. Verificação de Elegibilidade e Análise de Viabilidade:
    • Verificar se o negócio atende ao requisito mínimo de demanda de 500 kW 11 12 23.
    • Realizar uma análise de viabilidade para avaliar a economia potencial e os benefícios, como a redução de custos de energia em até 30% e a previsibilidade orçamentária 21.
  2. Preparação e Ajustes:
    • Notificar o distribuidor de energia sobre a intenção de migrar e denunciar o contrato atual com antecedência mínima de seis meses 20 21.
    • Contratar uma consultoria especializada para auxiliar no processo e garantir a conformidade com as regulamentações 22.
    • Adaptar o sistema de medição para cumprir com as normas, incluindo a instalação de um Dispositivo de Telemetria para monitoramento do consumo de energia em tempo real 20 22.
  3. Negociação e Adesão:
    • Negociar e assinar contratos com um novo fornecedor de energia e com a distribuidora para uso do sistema de distribuição 20 22.
    • Enviar a documentação necessária e aderir à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), incluindo a abertura de uma conta no Banco Bradesco para operações financeiras relacionadas ao mercado livre 20 22.

Este processo, que pode levar de seis meses a um ano, é essencial para garantir que as empresas possam aproveitar as vantagens do mercado livre de energia, incluindo economias significativas e acesso a fontes de energia renováveis [47].

Principais dúvidas sobre contratação e gestão de energia

Ao considerar a entrada no mercado livre de energia, é crucial entender os regulamentos estabelecidos pela ANEEL e como a negociação de preços e condições pode beneficiar diferentes tipos de negócios 6. A capacidade de escolher fornecedores e negociar termos coloca o poder nas mãos dos consumidores, permitindo uma gestão energética mais eficaz e economias significativas em diversos segmentos, como pequenas indústrias, supermercados, hotéis e hospitais 610. Com a expectativa de que mais de 100 mil unidades consumidoras se beneficiem dessa mudança, o mercado livre de energia apresenta-se como uma oportunidade inovadora para redução de custos e aumento da sustentabilidade 10.

Contudo, a migração para o mercado livre não está isenta de riscos. As principais preocupações incluem:

Para mitigar esses riscos, recomenda-se:

  1. Contratos de Longo Prazo: Garantem estabilidade nos preços e proteção contra variações do mercado.
  2. Análise de Crédito Rigorosa: Avaliar a solidez financeira do fornecedor para assegurar uma parceria confiável [47].

Essas estratégias são fundamentais para aproveitar as vantagens do mercado livre de energia, mantendo uma gestão energética eficiente e segura.

Conclusão

Ao longo deste artigo, exploramos as nuances do Mercado Livre de Energia, esclarecendo como sua flexibilidade, economia de custos e acesso a fontes de energia renováveis beneficiam consumidores e empresas. Revelamos como a liberdade de escolha e a possibilidade de negociação direta com fornecedores transformam o gerenciamento de energia, permitindo que os participantes desfrutem de benefícios tangíveis, incluindo reduções significativas nos custos de energia e melhorias na sustentabilidade e eficiência energética.

A migração para o Mercado Livre de Energia surge como uma estratégia valiosa para atender às demandas energéticas contemporâneas, ao mesmo tempo em que promove práticas mais sustentáveis. À medida que o mercado evolui, torna-se imperativo estar bem informado e preparado para aproveitar suas vantagens. Adquira já seu desconto na conta de energia e junte-se aos consumidores que já estão usufruindo das economias e flexibilidade que o Mercado Livre de Energia tem a oferecer, estabelecendo um caminho mais sustentável e economicamente vantajoso para o futuro.

Energia Solar por Assinatura para Apartamento, como funciona.

O aumento da produção de energia solar, que já é a segunda maior fonte do País, atrás da hidrelétrica, está ampliando o acesso à energia mais limpa e mais barata para quem não quer ou não pode investir na instalação de placas fotovoltaicas no telhado ou em área própria para isso.
Por meio de assinatura, uma espécie de aluguel de créditos de energia, é possível conseguir desconto médio na conta de luz de 10% a 20%, dependendo do contrato.

A ausência de telhado ou terreno para a instalação de placas solares faz com que a maior parte das pessoas físicas que conseguem se beneficiar da energia solar para reduzir a conta de luz sejam aquelas que moram em casa. Mas você sabia que mesmo quem mora em apartamento pode recorrer a essa fonte renovável para economizar?

O Brasil ocupa a 4ª posição mundial em capacidade de produção de energia solar e espera estar entre os 10 países com maior capacidade instalada nos próximos anos 1. Enfrentando o desafio dos altos custos de eletricidade e gás, que representam uma parcela significativa dos gastos das famílias brasileiras – com 46% delas gastando mais da metade de sua renda disponível nessas utilidades 2 –, a energia solar por assinatura surge como uma solução inovadora no mercado. Essa modalidade não apenas promete reduzir os custos com eletricidade, oferecendo uma fonte de energia completamente renovável para apartamentos 2, mas também destaca-se pela sua integração direta com a rede elétrica local, sem necessidade de modificações na infraestrutura existente 4.

A ascensão do modelo de energia solar por assinatura, uma inovação no mercado brasileiro, é evidenciada pelo aumento de 250% no número de usinas solares operando sob este modelo nos últimos dois anos, alcançando atualmente 6,652 plantas distribuídas por 1,187 municípios brasileiros e totalizando uma capacidade instalada de mais de 625 MW 5. Com a energia solar por assinatura sendo facilmente integrada ao modelo energético dos apartamentos sem requisitos para sistemas solares próprios, este artigo explora como moradores podem adotar essa solução sustentável e renovável, impulsionada significativamente por empresas como a origo no mercado de energia solar 34.

O Que é Energia por Assinatura?

Energia Solar por Assinatura é uma modalidade inovadora que permite aos usuários usufruir da energia solar sem a necessidade de instalar equipamentos em suas residências, prometendo uma economia de 10% a 15% na conta de eletricidade. Este modelo se baseia na geração compartilhada de energia, uma modalidade de geração distribuída que permite a várias propriedades dividir a energia produzida por um único sistema solar 1.

A contratação do serviço de Energia Solar por Assinatura é simplificada, sendo 100% digital, rápida e fácil, através de plataformas como a da Detronic Energia, que faz parte da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, reforçando seu compromisso com a sustentabilidade corporativa 7. Além disso, a energia é produzida em fazendas solares equipadas com painéis que convertem a luz do sol em energia limpa e renovável, sendo essa energia injetada na rede elétrica convencional e distribuída aos consumidores por meio das concessionárias locais. Os consumidores assinam um contrato de subscrição e recebem créditos de energia baseados em seu consumo médio 2103.

 

Como é o processo de assinatura de energia solar?

O processo de assinatura de energia solar consiste na contratação de uma empresa que produz energia em uma usina solar. Essa energia é injetada na rede de distribuição convencional, gerando créditos para abatimento na conta de luz. Esses créditos são então repassados ao consumidor que contratou o serviço de assinatura de energia solar.

A assinatura de energia solar é permitida pela legislação?

Atualmente, a comercialização de créditos de energia por meio de assinatura é proibida pela legislação brasileira. De acordo com um despacho do ministro Antonio Anastasia, datado de 13 de março de 2024, essa prática contraria o Marco Legal da Micro e Minigeração Distribuída (MMGD - Lei 14.300 de 2022).

É viável instalar energia solar em um condomínio de apartamentos?

Sim, é viável instalar energia solar em um condomínio de apartamentos. Moradores de prédios podem, de fato, usufruir dos benefícios da energia solar, apesar do espaço mais limitado comparado a residências térreas.

Quais profissionais estão qualificados para assinar um projeto de energia solar?

Os profissionais que estão qualificados para elaborar e comissionar um projeto de energia solar são o Técnico em Eletrotécnica e o Técnico em Eletricidade. Esses profissionais possuem a habilitação necessária para a execução desses serviços.

Vantagens da Energia por Assinatura para Apartamentos

As vantagens da energia solar por assinatura para apartamentos são diversas e significativas, destacando-se principalmente pela economia e sustentabilidade. Vejamos alguns dos principais benefícios:

  1. Economia na Conta de Luz: Usuários podem economizar até 15% em suas contas de eletricidade ao optar pela energia solar por assinatura, sem necessidade de investimento inicial 71921. Além disso, serviços como o da Desperta Energia oferecem cashback mensal, podendo equivaler a duas contas de luz por ano 2.
  2. Acesso à Energia Limpa e Renovável: A adesão a esse modelo permite que moradores de apartamentos contribuam para a redução do consumo de combustíveis fósseis e melhoria da qualidade do ar, usufruindo de uma energia 100% renovável 723. Isso sem mencionar a redução da pegada de carbono, alinhando-se às práticas de sustentabilidade.
  3. Facilidade e Flexibilidade: Com um processo de assinatura 100% digital e sem complicação, os consumidores têm acesso imediato à energia solar por assinatura, com serviços que incluem suporte ao cliente pós-venda, monitoramento em tempo real e identificação proativa de problemas 1922. Além disso, a energia solar por assinatura é acessível não só para proprietários, mas também para locatários 7.

Estes pontos destacam a energia solar por assinatura como uma escolha inteligente para moradores de apartamentos, combinando economia, sustentabilidade e comodidade.

Como Contratar Energia por Assinatura em Apartamentos

Para iniciar o processo de contratação de energia solar por assinatura em apartamentos, os interessados devem seguir alguns passos simples e digitais, garantindo uma transição suave para a energia limpa e renovável:

  1. Avaliação da Fatura de Eletricidade: Primeiramente, é necessário submeter a fatura de eletricidade atual para avaliação. Isso pode ser feito através de plataformas como Solar21 e SunnyHUB, que analisam o consumo de energia para propor a melhor solução de assinatura 1920.
  2. Visita Técnica Gratuita: Após a análise inicial, uma visita técnica gratuita é agendada. Este passo é crucial para verificar a viabilidade técnica e as especificidades do local, assegurando que o sistema de energia solar por assinatura seja adequado e eficiente para o apartamento 1920.
  3. Assinatura do Contrato: Com a aprovação técnica, o próximo passo é a assinatura do contrato. Este processo é realizado de maneira 100% digital, facilitando a adesão sem complicações. Empresas como a Desperta Energia oferecem inclusive materiais explicativos, como vídeos, para esclarecer qualquer dúvida sobre o funcionamento e vantagens da energia solar por assinatura 2.

Além disso, é importante saber que, após a adesão, os assinantes recebem duas faturas: uma da distribuidora local de energia e outra referente ao serviço de assinatura de energia solar, garantindo transparência e controle sobre os gastos com energia 19.

Comparação entre Energia Tradicional e Energia por Assinatura

Ao comparar a energia solar convencional com a energia solar por assinatura, destacam-se aspectos importantes em termos de custos, acessibilidade e impacto ambiental:

Esta comparação sublinha a energia solar por assinatura como uma opção mais sustentável, econômica e acessível em comparação à energia solar convencional e à energia tradicional, alinhando-se com os valores de sustentabilidade e inovação no mercado de energia 141624.

Desafios e Considerações na Contratação de Energia por Assinatura

Ao considerar a contratação de energia solar por assinatura para apartamentos, alguns desafios e considerações devem ser levados em conta:

Conclusão

À medida que exploramos as nuances e vantagens da energia solar por assinatura, fica claro que essa modalidade surge como uma alternativa econômica, sustentável e acessível para moradores de apartamentos no Brasil. A possibilidade de usufruir de energia limpa e renovável sem o ônus de instalar e manter painéis solares próprios não apenas alinha os consumidores com práticas sustentáveis, mas também promove uma economia significativa nas despesas com eletricidade. O modelo de energia solar por assinatura também destaca o compromisso do Brasil com a inovação e a sustentabilidade no setor energético, posicionando o país como um líder emergente na adoção de energia solar.

Em vista dos benefícios discutidos, adotar a energia solar por assinatura para apartamentos emerge como uma escolha inteligente para aqueles que buscam aliar economia à responsabilidade ambiental. Ultrapassando as limitações tradicionais associadas à energia solar convencional, esta modalidade elimina barreiras, permitindo a locatários e proprietários igual acesso aos benefícios da energia solar. A integração direta com a rede elétrica conseguida através da energia solar por assinatura é um testemunho da facilidade e praticidade deste modelo, oferecendo uma oportunidade para todos contribuírem para um futuro mais sustentável. Quer economizar até 20% na sua conta de luz? Assine já!

 

Revolução Energética 5D: Uma Nova Era para a Energia

A revolução energética 5D representa um marco significativo no avanço da tecnologia e da sustentabilidade? Neste artigo, vamos explorar o que é a revolução energética 5D, como ela está moldando o setor de energia e quais são suas implicações para o futuro.

 

Revolução energética: o controle da energia é do povo

1. Definindo a Revolução Energética 5D

A revolução energética 5D não é apenas uma mudança no uso de energia, mas uma transformação completa em como a energia é produzida, distribuída e consumida. Ela se baseia em cinco pilares fundamentais: descarbonização, descentralização, digitalização, democratização e desenho de mercado. Juntos, esses pilares promovem um sistema de energia mais limpo, eficiente e acessível.

1.1 Descarbonização

O primeiro pilar, a descarbonização, refere-se à redução das emissões de carbono na produção de energia. Contudo isso geralmente é alcançado através do uso aumentado de fontes de energia renováveis, como a energia solar e eólica.

1.2 Descentralização

A descentralização é o segundo pilar. Portanto trata-se de mudar a produção de energia de uma estrutura centralizada para uma estrutura descentralizada, onde a energia é produzida e distribuída localmente. Isso pode aumentar a eficiência e tornar o fornecimento de energia mais resiliente.

1.3 Digitalização

A digitalização, o terceiro pilar, envolve o uso de tecnologias digitais para melhorar a eficiência e a eficácia do sistema de energia. Isso pode incluir o uso de sensores inteligentes, redes inteligentes e outras tecnologias de informação e comunicação.

Leia também: Empreendedorismo sustentável 

1.4 Democratização

O quarto pilar, a democratização, refere-se à ampliação do acesso à energia. Portanto isso significa tornar a energia acessível e acessível para todos, independentemente de sua localização ou status socioeconômico.

Energia Solar por Assinatura Impulsiona Mercado

1.5 Desenho de Mercado

Finalmente, o desenho de mercado é o quinto pilar. Trata-se de criar um mercado de energia que incentive e recompense a inovação e a eficiência. Isso pode incluir a implementação de tarifas de energia que reflitam o verdadeiro custo da energia, políticas que incentivem o uso de energias renováveis e regulamentações que apoiem a inovação no setor de energia.

2. A Importância da Revolução Energética 5D

A revolução energética 5D é importante por várias razões. Primeiro, ela tem o potencial de reduzir as emissões de gases de efeito estufa, o que é crucial para combater as mudanças climáticas. Segundo, ela pode tornar o fornecimento de energia mais resiliente e seguro. Terceiro, ela pode tornar a energia mais acessível e acessível, o que pode contribuir para a redução da pobreza energética.

3. A Revolução Energética 5D no Brasil

No Brasil, a revolução energética 5D está ganhando força. Contudo o país tem um vasto potencial para a geração de energia renovável, especialmente a energia solar, e está investindo fortemente em tecnologias de energia limpa. Além disso, o Brasil está trabalhando para descentralizar seu sistema de energia e aumentar a acessibilidade à energia através de políticas de democratização.

3.1 Energia Solar no Brasil

Uma das principais formas de energia renovável no Brasil é a energia solar. Portanto o país tem um dos maiores potenciais para a geração de energia solar no mundo, graças à sua localização geográfica e abundância de luz solar. A energia solar é uma forma de energia limpa e sustentável que pode desempenhar um papel crucial na descarbonização do setor de energia do Brasil.

4. O Futuro da Revolução Energética 5D

O futuro da revolução energética 5D é promissor. Com o avanço contínuo da tecnologia e o crescente reconhecimento da necessidade de combater as mudanças climáticas, é provável que vejamos um aumento na adoção de energias renováveis, maior descentralização dos sistemas de energia, maior digitalização dos sistemas de energia, maior democratização do acesso à energia e reformas de mercado que incentivem a inovação e a eficiência.

Em resumo, a revolução energética 5D é uma transformação profunda e abrangente do setor de energia. Ela tem o potencial de tornar nossos sistemas de energia mais limpos, mais eficientes e mais acessíveis, contribuindo para um futuro mais sustentável e equitativo.

Acesse agora nosso site e adquira até 20% na sua conta de luz: entre aqui