Aumento médio de 5,6% nas contas de luz em 2024: ANEEL projeta aumento nos custos de energia elétrica

25 de janeiro de 2024
aumento nos custos de energia elétrica

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) divulgou recentemente uma projeção que indica um aumento médio de 5,6% nas contas de luz dos consumidores brasileiros para o ano de 2024. Quer saber mais sobre o aumento nos custos de energia elétrica? Leia até o final.

Desse modo, essa estimativa está acima da inflação prevista pelo Banco Central para o mesmo período, que é de 3,87%. Essa notícia pode causar preocupação para os consumidores, que já enfrentam desafios financeiros em meio à atual situação econômica.

Os motivos por trás do aumento

De acordo com a ANEEL, existem três fatores principais que contribuem para esse aumento nas tarifas de energia elétrica. O primeiro é a expansão da rede de transmissão, que é necessária para integrar fontes renováveis e garantir maior confiabilidade e segurança no fornecimento de energia. Essa expansão requer investimentos significativos, e os consumidores arcam com esses custos por meio das tarifas.

O segundo fator é o aumento dos subsídios no setor. A Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), responsável por cobrir as subvenções nas tarifas de energia, deve atingir um valor recorde de R$ 37,2 bilhões em 2024. Portanto, esses subsídios são compartilhados pelos consumidores de todo o país e têm apresentado um crescimento significativo nos últimos anos.

Por fim, o terceiro fator é o fim da restituição dos créditos tributários provenientes da exclusão do ICMS da base de cálculo de PIS/Cofins. Essa exclusão resultou em reembolsos aos consumidores, totalizando mais de R$ 50 bilhões. No entanto, a maior parte desses créditos já foi utilizada nos anos de 2022 e 2023, o que limita o impacto positivo nas contas de luz e reduz o alívio financeiro para os consumidores.

Impacto nas finanças dos consumidores

Primeiramente, o aumento médio de 5,6% nas contas de luz em 2024 pode ter um impacto significativo nas finanças dos consumidores brasileiros. Com a economia ainda se recuperando dos efeitos da pandemia e com outros custos básicos também em alta, como por exemplo a alimentação e combustíveis, é importante que as famílias se preparem para esse aumento nos custos de energia elétrica.

aumento nos custos de energia elétrica

Dicas para economizar energia

Diante desse cenário, é fundamental adotar medidas para economizar energia e reduzir o impacto desse aumento nas contas de luz. Aqui estão algumas dicas que podem ajudar:

  1. Troque lâmpadas incandescentes por LED: As lâmpadas LED consomem menos energia e têm uma vida útil mais longa, o que pode gerar economia a longo prazo.
  2. Desligue aparelhos eletrônicos: Quando não estiverem em uso, desligue completamente os aparelhos eletrônicos da tomada. Mesmo em modo stand-by, eles consomem energia.
  3. Aproveite a luz natural: Abra as cortinas e aproveite a luz natural durante o dia. Evite acender lâmpadas quando não for necessário.
  4. Utilize a função de economia de energia: Alguns eletrodomésticos possuem essa função, que reduz o consumo de energia. Utilize-a sempre que possível.
  5. Atente-se ao uso do ar-condicionado: Evite deixar o ar-condicionado ligado por longos períodos e procure utilizar a temperatura adequada para cada ambiente.

Conclusão

aumento nos custos de energia elétrica

Assim, o aumento médio de 5,6% nas contas de luz em 2024, projetado pela ANEEL, traz desafios financeiros para os consumidores brasileiros. A expansão da rede de transmissão, o aumento dos subsídios e o fim da restituição de créditos tributários são os principais motivos para esse aumento. No entanto, é possível adotar medidas para economizar energia e reduzir o impacto nas contas de luz.

Portanto, é preciso ficar atento ao uso consciente da energia elétrica e buscar alternativas mais econômicas podem fazer a diferença no orçamento familiar. E, para combater o aumento nos custos de energia elétrica, seja um associado Assine Maya e comece a aproveitar dos nossos benefícios.